Papa: amor ao próximo é indispensável para integração universal

Hospital do Vaticano realiza primeiro transplante de coração de doador covid positivo
10 de junho de 2021
Papa não aceita renúncia de arcebispo de Munique
10 de junho de 2021

Papa enviou mensagem ao evento de solidariedade no 30º Aniversário do Sistema de Integração Centro-Americano (SICA) que se realiza na Costa Rica

Da Redação, com Vatican News e Santa Sé

O Papa Francisco enviou uma mensagem aos participantes de um evento de solidariedade que acontece na Costa Rica nesta quinta-feira, 10. O evento é por ocasião do 30º Aniversário do Sistema de Integração Centro-Americano.

A Santa Sede participa como Observador extra-regional desde 2012. A iniciativa busca mobilizar apoio para melhorar a situação das pessoas deslocadas à força e das comunidades que as acolhem na região da América Central e do México.

Francisco destacou que a solidariedade, palavra-chave do evento, tem significado ainda maior nesse tempo de pandemia. A crise – sanitária, econômica e social – causada pela pandemia colocou à prova o mundo inteiro e mostrou que o ser humano é como pó. Mas um pó valioso aos olhos de Deus.

“A família das nações é chamada a dirigir sua atenção comum a todos, especialmente aos membros menores e mais vulneráveis, sem ceder à lógica da concorrência e dos interesses particulares”, disse.

Mobilidade humana, tráfico humano, clima

O Papa falou de outros dramas desencadeados pela pandemia e crise climática. Citou o fenômeno da mobilidade humana forçada e o número crescente de casos de tráfico humano, “ferida na carne de Cristo” e crime contra a humanidade.

Leia também
.: Número de pessoas em deslocamento forçado bate recorde em 2019
.: Rede Clamor lança campanha contra o tráfico humano

“Neste contexto, a Santa Sé, embora reafirmando o direito exclusivo dos Estados de administrar suas próprias fronteiras, espera um compromisso regional comum, sólido e coordenado com o objetivo de colocar a pessoa e sua dignidade no centro de todo exercício político”.

Francisco destacou ainda a grave crise climática. Pediu aos participantes do evento políticas regionais para a proteção da ‘Casa Comum’. Medidas que possam mitigar o impacto tanto dos fenômenos climáticos quanto das catástrofes ambientais causadas pela apropriação de terras pelo homem, desmatamento e apropriação da água.

“Estas violações comprometem seriamente as três áreas fundamentais do desenvolvimento humano integral: terra, moradia e trabalho”.

Francisco recorda também os mais vulneráveis. “As crianças e as mulheres merecem atenção especial: As mulheres são a fonte da vida. No entanto, elas são continuamente ofendidas, espancadas, violadas, induzidas à prostituição e à eliminação da vida que carregam no ventre”.

Dimensão espiritual e integração

O Pontífice destacou ainda que, frente a todos esses sofrimentos, a dimensão espiritual não pode e não deve ser relegada a uma posição secundária.

“A condição para a construção de sociedades inclusivas está em uma compreensão integral da pessoa humana, que se sente verdadeiramente acolhida quando todas as dimensões que compõem sua identidade, incluindo a dimensão religiosa, são reconhecidas e aceitas”.

Por fim, o Papa fez um caloroso apelo aos participantes do evento: frisou o amor ao próximo. “A integração cultural, econômica e política com os povos vizinhos deve ser acompanhada por um processo educativo que promova o valor de amar o próximo, o primeiro exercício indispensável para alcançar uma integração universal saudável”.

O Santo Padre concluiu recordando que a cooperação multilateral é uma ferramenta valiosa para promover o bem comum. “A Igreja caminha ao lado dos povos da América Central, que enfrentaram corajosamente as crises e estão acolhendo as comunidades, e os exorta a perseverar em solidariedade com a confiança mútua e a esperança ousada”.

O post Papa: amor ao próximo é indispensável para integração universal apareceu primeiro em Notícias.